Madame de Stael

Madame de Stael
Anne-Louise Germaine Necker, baronesa de Staël-Holstein, mais conhecida como Madame de Staël,
foi uma romancista e ensaista francesa que incorporou como poucas mulheres o espírito do Iluminismo francês. 
No começo de 1800 o caráter literário e político do pensamento de Staël se definiu. Sua importância literária
surgiu no texto De la littérature considérée dans ses rapports avec les institutions sociales (1800).
Nascimento: 22 de abril de 1766, Paris, França • Falecimento: 14 de julho de 1817, Paris, França

Exibir:
Organizar por:

A consciência é uma pequena

“A consciência é uma pequena lanterna que a solidão acende à noite.” - Madame de Stael..

R$ 69,90

A força que tiramos do rancor

“A força que tiramos do rancor e da irritação é apenas fraqueza.” - Madame de Stael..

R$ 69,90

Abandonando nobremente

“Abandonando nobremente quem nos deixa, colocamo-nos acima de quem perdemos.” - Madame de Stael..

R$ 69,90

As mulheres fazem habitualmente

“As mulheres fazem habitualmente da confiança a primeira necessidade da amizade.” - Madame de Stael..

R$ 69,90

As mulheres só perdoam depois

“As mulheres só perdoam depois de terem castigado.” - Madame de Stael..

R$ 69,90

Há tantos modos de se servir

“Há tantos modos de se servir de um leque que se pode distinguir, logo à primeira vista, uma princes..

R$ 69,90

Na vida você tem de escolher

“Na vida você tem de escolher entre tédio e sofrimento.” - Madame de Stael..

R$ 69,90

Não precisa correr tanto, o que é seu

“Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir...” - Madame de Stael ..

R$ 69,90